sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Documentário "Monsters Of Cover" retrata o universo das bandas covers

Monsters Of Cover é o título arrebatador de um curta-metragem produzido por estudantes do 7º semestre de jornalismo da Universidade Metodista de Piracicaba, turma de 2011.

A opção pelo tema surgiu de uma análise simples. Hoje, os bares e casas noturnas que contam com apresentações musicais escolhem bandas que interpretam outros artistas para trazer maior número de pessoas aos seus estabelecimentos. Afinal, quem é fã de determinada banda ou cantor tende a acompanhar o grupo que faz cover do seu artista favorito.

Foi a partir deste aspecto que se começa a pensar o documentário Monsters Of Cover. Entrevistas foram elaboradas e várias bandas sugeridas e pesquisadas até definir as três que estrelariam a produção. Em Monsters Of Cover você conhece a história de cada conjunto, como uma simples banda de garagem se torna um empreendimento lucrativo e divertido.

PARTE 01




PARTE 02




FICHA TÉCNICA
Data de Lançamento: Setembro - 2011
Elenco: Ozzmozzy Ozzy Cover, Smash You Ramones Cover e Destroyer KISS Cover Brasil.
Direção: Bruno Bianchim Martim e Thiago Sanchez Gaspareto
Produção: Bruno Bianchim Martim, Camila Duarte, Daniele Zanin, Débora Ferneda, Lavínia Vasconcelos e Thiago Sanchez Gaspareto
Fotografia para divulgação: Graziela Prezotto
Divulgação Web: Whiplash, página oficial no Facebook

DIVULGAÇÃO

Label abertura

Estampa oficial


Banner oficial

Poster oficial

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Igor Presnyakov: O gênio musical russo

Eu tenho o costume de ficar procurando versões cover de músicas conceituadas no YouTube e, uma vez um amigo meu, o Antônio, me passou um link com uns videos de um violonista russo muito louco e que toca demais.

O nome dele é Igor Presnyakov, e atualmente vive na Holanda. Segundo consta em seu site, Presnyakov estudou violão clássico na Rússia e lá se formou guitarrista e condutor para conjuntos (?). Além de executar performances solo, ele também acompanha outros artistas.



Igor possui 35 anos de experiência musical, fundindo gêneros do mundo todo como jazz/pop. Ele também é endorse da Takamine, famosa fabricante de violões.

Confira algumas performances de Igor logo abaixo. Vale lembrar que o músico não se limita nas músicas do meio pop, ele também executa releituras de clássicos do rock, é claro, como AC/DC, Guns N' Roses, Led Zeppelin, Deep Purple e até Metallica! Confira no seu canal do YouTube AQUI!







Tocar bonito... é assim que se faz!

O nome David Garrett é sinônimo de fazer música de extrema qualidade.

Filho de mãe americana e pai alemão, se interessou pelo violino quando ele tinha apenas quatro anos. Quem ganhou de presente o violino do pai foi o seu irmão mais velho, mas David foi quem logo aprendeu a tocar. Com cinco anos, Garrett participou de um concurso se destacando em primeiro lugar.Com 13 anos firmou contrato com uma gravadora alemã.

David toca, alternativamente, com um violino Antonio Stradivari de 1718 e um Giovanni Batista Guadagnini de 1772.

No video seguinte, David executa um clássico do Guns N' Roses, a balada November Rain, com um dueto improvisado de guitarra. Uma execução impecável.





quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Heavy Metal para ler

ELECTRIC SOUND recomenda!

"Não basta ouvir heavy metal, tem que ler heavy metal", citação de Laura Udokay, jornalista, cartunista e autora do romance Martini o pequeno demônio, que conta a história de um jovem paulistano, Liam Martini, que prova ser um grande vocalista para entrar em uma banda de heavy metal. Na São Paulo dos anos 90, Martini descobre que tocar em uma banda não será apenas o maior acontecimento em sua vida, há pela frente muitos conflitos entre família e amigos, experiências que apenas integrantes de bandas de rock tem o privilégio (fãs fanáticas, bebedeiras e muito barulho!), e a vivência do grande amor de sua vida. Nota-se que, através da história do jovem Liam, o universo particular de um simples humano é bem maior do que podemos imaginar.

(clique na imagem para baixar o livro)
Sinopse do livro:

Nos anos 90 a cena em São Paulo era governada por Collor. Os jovens ainda tentavam mudar alguma coisa, sempre estimulados por forças maiores, nunca a deles mesmos. E nessa trama toda, temos o herói da obra, que por certidão é Liam, pela vida é humano, mas pela música é pequeno demônio. Ele ingressa no heavy metal aos dezesseis, mas sua trajetória é bem mais que gastar saliva gritando refrões. Preso em uma forma que se faz notar, ele nem liga. Índole rasgada, pensamentos violentos e molestados pela falta de fé em quase tudo. O menino poderia tirar vantagem por ser romântico, mas seu lado torpe se sobressai. Talentoso, amante de som pesado, gosta de degustar a ira de uma drástica tempestade. Personalidade indócil, conjurada por uma infância atroz, de sua mãe só conheceu o desafeto, de seu pai ainda não conheceu toda virtude, mas a ordem etária e crescente de Liam vai ajudá-los a se tornarem mais amigos. O pequeno demônio é atormentado por suas próprias assombrações.



Guilherme é um fanático, e vem por se tornar quase um irmão para Liam. O rapaz é obcecado por seu sonho de fazer acontecer sua banda de heavy. Ele é o cabeça do grupo, autodidata em dominar instrumentos musicais, por dom se sobressai na música. Sabe ser convincente, líder e organizado, não sabe lidar com a realidade, não sabe pensar nela, não gosta dela. Não aceita passividade moral, gosta das mulheres, já teve muitas, mas não conheceu aquele amor sincero, não ainda, para ele é cedo, afinal, tem apenas vinte e dois anos.


O teste para Liam entrar no grupo é fazer algo inédito em sua vida: cantar para uma platéia e, mesmo inseguro de si, o jovem aspirante a cantor se atira de cabeça e cativaGuilherme e seus dois parceiros de estrada musical: Carlos e Hideo. Sendo o mais jovem em uma banda de rapazes na casa dos vinte e poucos, ele logo passa a encarar uma vida regada a bebidas, muita maconhacrises existenciaismúsica pesada e ensaios severos. Logo de cara se apaixona pela fútil Nicole, moça três anos mais velha de que ele. Nada de mais, apenas ocorre que ela é namorada de Guilherme. Nem de longe as intrigas amorosas se fazem o foco, ao contrário, o fanatismo pelos ideais são bem mais palpáveis e, as feridas ocasionadas por esses sonhos ainda mais visíveis.

Com a coloridíssima amizade de RaquelLiam a vê como uma espécie de mãe, mesmo ela sendo uma garota de dezoitos anos. Impelido por sentimentos mal interpretados, eles mal sabem onde isso pode acabar, que bobagem, para muitos, Liam não passa de um garoto que anda de skate para cima e para baixo.
Acho que todos  precisam de exorcistas, de vez em quando.

Udokay


Links do Ocioso


segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Heavy Metal a nível acadêmico

O heavy metal é um gênero musical que possui muitos sub-estilos, o que torna possível que se aplique suas músicas em várias situações: temas de filmes, novelas, programas esportivos, comerciais de TV e até trabalhos escolares.

A parte complicada quando se ouve falar em heavy metal é a discussão sobre seus rótulos. Cada sub-gênero tem seu "nome científico" que é definido a partir dos estilos que, fundidos, formam um estilo novo seguindo a tendência (cena) mais forte da localização geográfica onde surgiu. Vale lembrar que essa rotulação costuma ser fomentada por metalheads da América do Sul e da Europa, que acabam julgando os norte-americanos de ignorantes pois resumem tudo em apenas rock, metal e pop.

Mas, deixando estas questões sociológicas, o que interessa mesmo é aprofundar conhecimentos sobre o estilo musical que nasceu para substituir (a jamais substituível) música clássica, e claro, aprender tudo na língua nativa do heavy metal: english. Postarei conteúdo em português também...

Como toda aula tem sua parte interessante (prática) e a mais perrenha (teórica), indicarei cada uma com link direcionado a alguns gráficos, sites-enciclopédias e o mais interessante: o Mapa do Metal.

ENCYCLOPAEDIA METALLUM: The Heavy Metal Archives

Este portal proporciona ao estudante conteúdo em quantidade considerável organizado por estilo, nacionalidade ou ordem alfabética (escolha o que lhe for melhor). Por funcionar como um forum, alguns conteúdos estarão disponíveis apenas mediante cadastro, creio.

MAP OF METAL - O mapa do Heavy Metal

Map of Metal é um site totalmente interativo, algo como o Google Maps do heavy metal. Aqui você navega e, ao clicar em algum gênero do mapa, terá acesso a uma janela no canto inferior esquerdo da tela contendo a história e uma lista com as principais bandas daquele estilo, e o melhor de tudo é que na lista de bandas as músicas estão disponíveis para audição. O design gráfico do site também é um grande atrativo.


De forma satírica o artigo "Árvore genealógica do Metal e do Rock" explicam como surgiram os estilos-chave da música pesada. Este é bom para as crianças. A mãe de todas as enciclopédias virtuais, a Wikipedia também apresenta um conteúdo histórico que reforça os dinossauros do heavy metal (link).

O infográfico abaixo apresenta o nome de várias bandas de acordo com a combinação de temas que influenciam as letras e os nomes.


(CLIQUE PARA AMPLIAR)

Este é o último post de 2010. Que todos vocês metalheads tenham um 2011 cheio de realizações e muita música boa!

Links do Ocioso




quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Tocando bateria On-Line

O Elctric Sound sempre procura dar mais atenção à guitarra por que, bem, eu gosto de guitarra. Maaas,vasculhando qualquer coisa pela Web encontrei um link que te direciona para uma bateria virtual.

Para quem gosta também de bateria, vale a pena conferir essa "on-line drum set" e se divertir criando suas próprias batidas.

Clique na imagem para ser redirecionado ao site...


Poderá interessar também...

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Qual guitarra devo escolher?

Você que está aprendendo a tocar guitarra, ou já toca há algum tempo, deve ter se deparado com uma infinidade de modelos e padrões de guitarras. A grande dúvida que surge para o músico de primeira viagem é o dilema de qual a guitarra que deve escolher.

Com certeza seu professor de música vai orientar na escolha de guitarras do tipo strato, padrão original da Fender, ou uma les paul, original da Gibson. É claro que guitarras da Fender, Gibson e demais fabricantes famosos, possuem produtos de custo elevado devido a qualidade dos materiais usados na fabricação e da mão de obra especializada, algumas quase artesanais.

Fica a dica: escolha o modelo que mais te agrada. Pode ser aquele igual a do guitarrista que você gosta de ouvir e ver tocar. O aprendizado tende a ser mais fácil e prazeroso. É algo como ser fão do Superman e ir para a escola com uma capa vermelha. 

A solução para o neófito é adquirir um instrumento mais simples, daqueles fabricados na China ou Japão. É óbvio que estes perdem em qualidade para os fabricantes mais famosos, porém instrumentos de "segunda mão" não são nenhuma porcaria. O músico tende a adquirir instrumentos mais abastados a partir do momento que suas habilidades e estilo vão ficando mais exigentes, devido ao aprendizado.

Então, se ainda não se decidiu... escolha seu favorito aqui:


Poderá interessar também...